Sobre 2ª edição do Festival Literário Internacional do Interior - FLII Palavras de Fogo - em homenagem às vítimas dos incêndios florestais

A Arte-Via Cooperativa, sediada na Lousã, lança a 2ª edição do Festival Literário Internacional do Interior, ao cumprir 20 anos da sua existência sob a égide dos 30 anos da Queda do Muro de Berlim, em homenagem às vítimas dos fogos florestais. Este festival tem como patrono a Presidência da República, e a CCDRC, Delegação Regional da Cultura, Universidade de Coimbra, RBE e a Fundação José Saramago como parceiros associados.

Trata-se de um evento intermunicipal, daí o seu caráter inovador, que decorrerá em doze concelhos da região afetados pelos fogos, e pretende levar os livros e os escritores aos sítios mais inusitados e imprevisíveis, como fábricas, campos, praias, igrejas, mercados, romarias locais onde as pessoas trabalham, convivem, ou seja, os livros vão ao encontro dos públicos porque também eles têm saudades.

Dedicado a José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, e aos 30 anos da queda do Muro de Berlim, com o tema transversal “A arte e a cultura como reanimadores de uma região e de um povo”, este festival congrega os municípios de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Penela, Arganil, Tábua, Ansião, Alvaiázere, S. Pedro do Sul e a Fundação ADFP de Miranda do Corvo, as bibliotecas municipais e redes de bibliotecas escolares serão cruciais na organização do FLII - Palavras de Fogo.

A decorrer entre 14 e 17 de junho de 2019, o FLII - Palavras de Fogo - pretende envolver todos os agentes de desenvolvimento de todos os concelhos participantes, todos os talentos locais, em todas as ações a realizar em simultâneo: ações de formação, concursos, palestras, workshops, leituras, feiras do livro, espetáculos, multimédia, performances, instalações, exposições, para e com todos os públicos de todas as faixas etárias.

O conceito subjacente a este festival é o de uma realização sinérgica, catalisando os recursos dos municípios e outras instituições integrantes do consórcio, rentabilizando e potenciando o melhor que cada um possui, num esforço conjunto de superar as adversidades e, em nome da palavra regeneradora, onde houver pessoas haverá livros. Eles estarão nos sítios mais inesperadas, à mão de quem os quiser ler, os escritores portugueses e estrangeiros irão aos locais mais surpreendentes, os livros e as palavras farão novamente renascer a cor por entre o negrume.

Nesta edição será atribuído o prémio literário FLII - Palavras de Fogo, para originais de autores até os 35 anos, de 7500 euros assumido pelo Ministério da Cultura, através da Direção Regional de Cultura do Centro, e durante o mês de junho haverá uma residência literária, tal como ficou previsto no lançamento do FLII- Palavras de Fogo.

Este festival conta já com a parceria de vários congéneres internacionais: Fraktura, Croácia, FliPoços, Brasil, Galway Literary Festival, Irlanda, Vilenica International Literary Festival, Eslovénia, Mundo do Sal, Book Worm, China, Moscow International Book Fair, Rússia, Goa Arts & Literature Festival, Índia, Festival de poesía en Chepén Chepén do Perú, entre outros.

“Tomemos então, nós, cidadãos comuns, a palavra e a iniciativa. Com a mesma veemência e a mesma força com que reivindicarmos os nossos direitos, reivindiquemos também o dever dos nossos deveres. Talvez o mundo possa começar a tornar-se um pouco melhor.”

A direção da Arte-Via Cooperativa

Click here to see the complete program